Saiba como declarar consórcios no IR 2013

Equipe Prestum
Terça-feira, 26 Fevereiro, 2013
Saiba como declarar consórcios no IR 2013

 

De acordo com as regras para declaração do imposto de renda, todos os bens e direitos devem ser declarados. Por consequência, os consórcios, contemplados ou não devem ser declarados. Porém, a maneira de  declara-lo muda em razão da situação da cota.
 
  • Cota não contemplada: Se a sua cota ainda não foi contemplada, declare-a na ficha “bens e Direitos” sob o código 95 e os dados da administradora (nome, CNPJ e o bem/objeto contratado). Na coluna do ano 2011, se o consórcio foi adquirido nesse ano, informe a soma do valor pago até 31/12/2011. Na coluna 2012, informe o valor já pago em 2011, acrescido dos valores pagos em 2012. Se o consórcio foi adquirido em 2012, deixe a coluna 2011 em branco e apenas coloque o valo pago durante 2012.

 

  • Cota de consórcio contemplada, com crédito ainda não utilizado:  Se a cota de consórcio estiver contemplado mas você estiver esperando a efetiva aquisição do bem conratado ou do bem objeto do contrato de consórcio, o procedimento para declaração é exatamente o mesmo para a cota não contemplada.

 

  • Cota de consórcio contemplada: Na coluna “discriminação da declaração de bens e direitos” informe o código 95 e os dados do consórcio. Na coluna do ano de 2011, informe a somatória do valor pago até então. Na coluna 2012 deixe em branco a informação. Faça um novo registro na coluna de discriminação de bens e direitos e informe o código do bem adquirido. Neste novo lançamento, discrimine os dados do bem adquirido e informe a forma de pagamento utilizada (consórcio de imóvel, por exemplo). Deixe o campo 2011 em branco e lance os valores pagos na aquisição na coluna 31/12/2012.

Mais lidas

em Infoprestum

1
Quando começa a valer o seguro de um carro
19/06/2012
2
Dívida tem prazo de validade?
19/09/2013
3
Dúvidas sobre transferências bancárias?
28/01/2014
4
Saiba como declarar consórcios no IR 2013
26/02/2013
5
Dúvidas sobre cheque?
31/01/2014
6
Como cancelar o cartão de crédito mesmo com faturas a pagar
24/10/2013
7
Dúvidas sobre a cobertura de um seguro de carro
13/06/2012
8
Qual o prazo para eu receber a indenização do seguro do carro
28/06/2012
9
Precisando de crédito para pagar dívidas?
06/02/2014
10
Como desbloquear cartão de crédito?
26/02/2014
 

48 comentários

Adicione seu comentário

Olá, saiba como declarar seu consórcio de 2014 aqui.

4

Eu gostaría que vcs fizeram uma materia para 2014, eu tenho muitas dúvidas sobre como declarar isso.

Boa tarde Patricia! Obrigada por nos enviar sua dúvida.
Você pode, sim, vender o terreno para quitar o consórcio, porém a lei que rege as regras do lucro imobiliário, também chamado como ganho de capital, não prevé isenção no pagamento caso o fruto da venda seja utilizado para quitar o consórcio.

Boa tarde! tenho um consórcio de imoveis pela Porto Seguro, não contemplado até o momento, e acabo de vender um terreno, gostaria de saber se é possível com este dinheiro quitar o consórcio, não gerando lucro imobiliario.
Fico no aguardo, desde já agradeço a atenção.

Olá, Gabriel. Como a tua dúvida é muito específica, o melhor a fazer é contactar uma das Centrais de Atendimento da Receita Federal. Na página oficial do órgão você encontrará um canal no qual poderá tirar todas as suas dúvidas.

Olá,

Tenho um consórcio imobiliário contemplado (valor da carta de R$ 172 mil), porém a carta de crédito de crédito nunca foi utilizada. Já paguei R$ 60 mil, restando assim uma dívida de R$ 112 mil. Recentemente recebi um dinheiro de herança e poderia quitar a dívida deste consórcio (sem utilizar a carta), recebendo de volta crédito no valor total de R$ 172 mil. Minha dúvida fica a respeito do imposto de renda. Haveria alguma diferença (no que diz respeito ao recolhimento de IR) se utilizar a carta de crédito ou se adquirir o imóvel a vista com o dinheiro recebido de crédito? Há vários anos declaro meu IR normalmente com os pagamentos efetuados ao consórcio.

Obrigado,
Gabriel

Boa tarde, Eduardo. É realmente muito importante manter um planejamento durante o ano para o imposto de renda do ano seguinte, poucas pessoas fazem isso. Parabéns! Voltando à sua dúvida: realmente você tema aí um caso singular, uma vez que o bem não será de sua propriedade no final das contas. O mais recomendável nessa situação é solicitar uma consulta formal ao posto da Receita Federal mais próximo ao seu domicílio. Esse plantão é pouco conhecido, porém está todo o ano à disposição dos contribuintes, mesmo fora do período de entrega de declarações de imposto de renda.

Olá, Vau. É possível, sim, abrir conta no nome de uma pessoa que está em outro país. Entretanto, você vai precisar de uma procuração, na qual a pessoa permite que você a represente. Para mais informações, entre em contato com a Central de Atendimento do HSBC: 0800 729 5977.

eu queria saber se uma pessoa de outro pais pode abrir uma conta do HSBC mesmo ela estando em outro país?
e outra pessoa pode abrir a conta pra ela? no nome dela?
e o que necessita? me responda plis, obrigado

Olá...

Na verdade, a ideia é deixar no nome dela. Ou seja, o consórcio está no meu nome... Vou retirar o veículo, mas será emplacado no nome da minha filha.
Continuarei pagando o consórcio... Como isso ficará no Imposto de Renda?
Ano a ano irei atualizando o consórcio no IR... Só que deve haver algum cruzamento com as informações desses consórcios por parte da receita. E é essa minha preocupação, visto que um carro será retirado...

Enviar um comentário

 
Quero receber notícias deste site